O Credito Pessoal Online em Portugal. Informação e notícias sobre o Credito rápido, empréstimo pessoal e créditos pessoais.
.posts recentes

. Novas regras no credito a...

. Amortizar o crédito pesso...

Terça-feira, 24 de Março de 2009
Novas regras no credito ao consumo

novas regras no crédito ao consumo

Com o intuito de melhor proteger o consumidor, foram aprovadas novas regras para os contratos de crédito ao consumo situados entre os 200 e os 75 mil euros.

 

Assim, fica á responsabilidade da entidade credora a avaliação da capacidade financeira do requerente para cumprir todos os pontos do contrato. Com a mesma finalidade, passa a ser também obrigatório que esta consulte a Central de Riscos de Crédito do Banco de Portugal para cruzamento de informação.

 

Passa a ser também dever da entidade credora informar e esclarecer o consumidor de todos os pontos do contrato, estabelecer um valor máximo de indemnização em caso de amortização do contrato, e criar um regime de taxas mínimas conforme o contrato, antes deste ser celebrado. Além disso fica estabelecido que a partir de agora o prazo para revogação do contrato passa a ser de 14 dias.


A partir de agora são estas as regras com que vão ter de "jogar" todos os bancos e empresas de crédito de Portugal, sem excepção!

 

 

 

publicado por Blogs á solta às 23:06
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 7 de Janeiro de 2009
Amortizar o crédito pessoal

Amortiar Crédito pessoal

Se pretende abater os seus encargos com o crédito pessoal deve saber que existem 3 formas de o fazer: Amortizar o capital em divida para diminuir o encargo com a prestação, aumentar a prestação mensal para diminuir os prazos ou até conciliar ambas.

No entanto convêm não esquecer que a amortização adiantada de um crédito tem quase sempre custos acrescidos e como esses custos variam de banco para banco, deve estudar cuidadosamente o seu caso em particular e informar-se junto do seu banco sobre as condições do seu crédito. Analise cuidadosamente a sua situação para que não se sujeite a penalizações maiores, que não justifiquem a amortização do capital em divida.

Nalgumas situações é por isso preferível manter o montante em divida e a taxa de juro mas reduzir a duração do empréstimo pessoal. Apesar da prestação mensal se tornar mais alta, no final irá acabar por pagar menos juros.

Se tiver possibilidade, a melhor forma de economizar no custo final do seu crédito pessoal é recorrer à amortização do capital em divida e simultaneamente à redução da duração do empréstimo diminuindo assim significativamente os juros a pagar.

 

publicado por Blogs á solta às 21:53
link do post | comentar | favorito
Politica de Privacidade
.tags

. todas as tags

Já Visitaram
.subscrever feeds